Brasil e Mundo

Mulher morre à espera de atendimento enquanto médica é flagrada no celular

Uma mulher de 54 anos morreu enquanto aguardava para ser atendida no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte do Rio de janeiro, na tarde do último sábado (28). Irene de Jesus Bento chegou na unidade de saúde levada pelo filho, Rangel Marques, mas a enfermeira que fazia a triagem teria dito que o caso dela não era grave e mandou ela procurar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Desesperado, Rangel começou a filmar a unidade de saúde e flagrou uma médica usando o celular, enquanto a mãe aguardava para ser atendida. Quando questionada pelo filho da paciente se ela estava usando o WhatsApp, a médica respondeu que estava “lendo artigos médicos”. A mulher foi levada para uma UPA, onde sofreu duas paradas cardíacas e acabou tendo que ser transferida de volta para o mesmo hospital, em uma ambulância, mas não resistiu e acabou morrendo. A família da vítima reclama de descaso e negligência e o caso foi registrado na 38ª DP de Brás de Pina, no Rio de Janeiro. A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro informou que irá abrir uma sindicância para apurar o caso. (VN)

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *