Esporte

Vitória sai na frente, mas cede empate ao Cruzeiro no Barradão

Na tarde deste domingo, o Vitória recebeu o Cruzeiro e ficou no empate em 1 a 1. A partida foi disputada no Barradão e válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o empate em casa, o Vitória segue na 14ª colocação da Série A, com 19 pontos conquistados. Ainda nesta rodada, o Rubro-negro ainda pode ser ultrapassado por dois times. O próximo desafio será contra o Grêmio, em Porto Alegre, no próximo domingo.

Anúncios

O JOGO

O primeiro tempo foi marcado por maior domínio do Cruzeiro, que teve a posse de bola em seus pés por mais tempo e encontrou espaços para incomodar o goleiro ronaldo por diversas vezes.

A primeira chance de gol do jogo aconteceu para o lado rubro-negro. Após saída errada da defesa cruzeirense, Bou chutou na saída de Rafael, mas não conseguiu tirar do goleiro. Outra finalização do Leão no primeiro tempo aconteceu com Meli, aos 19 minutos.

A partir daí, uma pressão pelo lado do Cruzeiro foi a marca do jogo. Aos 22 minutos, o atacante David – ex-Vitória – arriscou chute da entrada da área e viu a bola passar perto da trave.

Aos 26, Rafael Sóbis carimbou a trave do Vitória com uma finalização da grande área. No minuto seguinte, o goleiro Ronaldo precisou espalmar chute de fora da área e evitou o que seria gol.

Aos 35 minutos, Ronaldo errou ao espalmar uma cobrança de falta para o meio da área, mas Aderllan salvou no rebote. Já aos 39, o jovem arqueiro rubro-negro trabalhou bem ao defender falta cobrada por Rafael Sóbis.

No segundo tempo, foi o Vitória quem tomou as rédeas da partida e passou a agredir mais vezes o adversário. Aos três minutos, Bou cabeceou com perigo, mas para fora. Em resposta, o Cruzeiro acertou o travessão com um chute forte dado por Rafael Sóbis, aos oito.

A melhor chance do Leão, aé então, aconteceu aos 13 minutos. Após chute rasteiro de Yago, o goleiro Rafael espalmou para o lado. No rebote, Neílton finalizou dentro da pequena área, mas acertou a trave, com o goleiro caído.

Aos 26 minutos, o Vitória abriu o placar com um gol de pênalti convertido por Neílton, do qual ele mesmo havia sofrido. Na cobrança, o camisa 10 demonstrou categoria ao deslocar o goleiro e chutar no canto.

Mas, a alegria rubro-negra durou pouco. Quatro minutos depois, Manoel aproveitou cruzamento que partiu de uma falta lateral e cabeceou sem chances para Ronaldo.

Nos minutos restantes, o Vitória ainda teve mais uma oportunidade, com um chute forte feito por Walysson, mas que foi espalmado pelo goleiro Rafael. Pelo lado do Cruzeiro, Manoel chegou a marcar mais um gol – mas que foi anulado por falta sobre Aderllan.

Anúncios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *