Salvador

Disjuntor de posto de saúde de Itaparica é desligado e vacinas contra a Covid-19 correm risco de serem perdidas: ‘Vandalismo’

O disjuntor de uma Unidade de Saúde da Família (USF) de Itaparica, cidade localizada na ilha de mesmo nome, na região metropolitana de Salvador, foi desligado na noite de domingo (7), e quatro doses de vacinas contra a Covid-19 que estavam no local correm risco de serem perdidas.

Além das vacinas contra o coronavírus, outros imunizantes estavam armazenados no refrigerador da unidade e também podem ser perdidos por causa do desligamento da rede elétrica do local. Segundo recomendação das autoridades de saúde, as doses contra a Covid-19 que estavam na unidade deveriam ser mantidas em temperaturas abaixo de 8° C.

Anúncios

De acordo com a secretária da Saúde do município, Carla Valença, os profissionais perceberam a falta de refrigeração quando chegaram para o expediente de segunda-feira (8) e notaram que a USF estava sem energia elétrica.

“Infelizmente na segunda-feira, ao chegar no posto, a equipe percebeu que não havia energia. Ao procurar a Coelba e ver o que tinha acontecido, foi constatado que o disjuntor havia sido desligado propositalmente”, disse.

A secretária afirmou que na sexta-feira (5), dois dias antes do equipamento ter sido desligado, o órgão entrou em contato com a companhia de eletricidade para reforçar a atenção na rede da USF, por causa das doses da vacina contra a Covid-19. O disjuntor fica em uma área externa da unidade e foi desligado em um ato que ela classificou como “vandalismo”.

“Em tempos de pandemia, em uma situação que a gente vem passando, com tanta luta para conseguir doses, vêm pessoas com um coração tão ruim e motivos que desconheço para fazer um ato de vandalismo como esse”, falou.
“Graças a Deus foram somente quatro doses. Mas quatro doses que significam muito porque são quatro vidas, quatro famílias. A gente poderia estar salvando vidas. E, ao invés disso, a gente está passando por isso agora, por motivo fútil”, afirmou.

Ainda segundo Carla Valença, será analisada a possibilidade de trocar o local do disjuntor.

A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) informou que foi notificada sobre as quatro doses que ultrapassaram a temperatura máxima estabelecida pelo fabricante, e que o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde serão informados da situação e irão avaliar se o imunizante ainda pode ser utilizado.

A Sesab disse ainda que o município de Itaparica irá receber vacinas que ficam em uma reserva técnica, que serão repostas de forma imediata.

G1

Anúncios
crie seu site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.