Noticias

Roubos de veículos caem 19,5% em janeiro deste ano

O número de roubo a veículos em Salvador teve uma queda de 19,5% em janeiro desse ano, comparando com o mesmo mês do ano passado. Foram 466 ocorrências registradas na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) em 2018, contra 375  casos no mesmo período de 2019.

Segundo o delegado José Nélis Araújo, titular da DRFRV, a prisão de quadrilhas especializadas em adulteração de veículos, como modificação de numeração de chassis, e em desmanche de carros contribuiu para o decréscimo de roubos no mês passado.“Temos atuando forte no combate a esses grupos criminosos, inclusive desbaratamos um que levava carros roubados em Salvador para Jequié. Só nessa ação, prendemos cinco pessoas e encontramos nove veículos com suspeitas de adulteração e/ou roubo”, explicou Nélis.

Anúncios

Em outra operação, continuou o delegado, uma verdadeira central de clonagem de veículos foi estourada próximo ao Jockei Clube de Lauro de Freitas. Durante ação policial foram presos em flagrante dois homens foram presos e três carros recuperados, um Fiat Uno e um Fiorino, e um Hiunday HB 20.

“Nesse local encontramos diversos equipamentos para a prática criminosa, como  lixadeiras, furadeiras, lixas de diversas numerações, pinos para remarcação, motores, gabaritos para adulteração de chassis e vidros, além de Certificados de Registro de Veículos (CRV) falsificados”, disse Nélis.

Já o major Cristiano Paraíso, comandante da Operação Apolo da Polícia Militar destaca a produtividade policial. Em janeiro foram abordados 3.733 carros, 2.065 motos e 145 táxis. “Além disso efetuamos 12 prisões em flagrante e recuperamos 11 veículos nesse período”, listou o oficial.

Paraíso lembrou ainda que a unidade especializada recebeu, no dia 25 de janeiro, o prêmio da SSP de vencedora na redução do tempo reposta para atendimento das ocorrências requisitadas. “Foi um excelente reconhecimento a toda a tropa, que recupera diversos veículos, muitos deles sem seguro, no seu trabalho diário, de pessoas que não possuem condições de pagar por isso”, explicou Paraíso.

Anúncios
crie seu site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *