Política

Finalizada a sessão, STF vota contra suspeição de Moro e mantém Lula preso

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) votou contra a suspeição do ex-juiz da Operação Lava Jato, Sérgio Moro, e a consequente anulação de sua condenação em primeira instância, que poderia deixar o petista em liberdade.

Mais cedo, a Corte negou a revogação da decisão monocrática do ministro Félix Fischer, relator da Operação Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que rejeitou a absolvição do ex-presidente no caso do tríplex em Guarujá (SP).

Anúncios

O relator da Lava Jato na Corte, Edson Fachin, a presidente Cármen Lúcia, e o ministro Celso de Mello, foram contrários a suspeição do atual ministro do governo Bolsonaro. Já os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram para colocar Lula em liberdade até Segunda Turma concluir julgamento do caso Moro.

Moro condenou Lula a 9 anos e 6 meses de prisão, na primeira instância. Esse processo culminou na prisão dele após a condenação ter sido confirmada em segunda instância em janeiro do ano passado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Anúncios
crie seu site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *