Política

Independência do Brasil: Rui, Bruno, Wagner e ACM Neto se posicionam no 7 de Setembro

O governador da Bahia, Rui Costa, disse hoje, feriado da Independêcia do Brasil, que a “independência é comida no prato, e não fuzis”. Rui fez referência a uma declaração de Jair Bolsonaro na semana passada. “Independência é um sonho que se constrói dia a dia; Independência é amar, é respeitar, é saber conviver com o contrário, é dar as mãos na dura batalha contra o ódio. Independência é verdade que constrói e não a mentira que destrói; Independência é comida no prato, e não fuzis. Independência é liberdade, é democracia! É cuidar de gente. Desejo um 7 de setembro com muito amor no coração”, escreveu no Twitter. Na ocasião, o presidente Bolsonaro disse que quem precisa comprar feijão é “idiota”. “Tem que todo mundo comprar fuzil”, recomendou na época.

Bruno Reis

Anúncios

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM-BA), também no Twitter, defendeu a “reflexão sempre em busca do diálogo por um país melhor”. Reis crescentou em mensagem no Twitter que o país deve enfrentar os desafios da vacinação, da economia e da geração de emprego e renda. “Urgentes e devem ser a prioridade”. “Que o 7 de setembro, dia da Independência, seja de reflexão sempre em busca do diálogo por um país melhor. Os desafios da vacinação, economia e da geração de novos oportunidades de emprego são urgentes e devem ser a prioridade”, postou.

Jaques Wagner

Para o senador Jaques Wagner (PT) a ‘independência é democracia forte’, em mensagem no Dia da Independência. “Independência é soberania nacional, com defesa das empresas públicas e preservação do nosso patrimônio natural.Um país verdadeiramente independente oferece dignidade e respeita a sua gente, com acesso à direitos básicos como saúde, educação, segurança e moradia. Que o dia de hoje sirva para nos lembrar que o Brasil sabe que é possível voltar a ter esperança, com oportunidades para todos”, escreveu no Twitter.

ACM Neto

ACM Neto, presidente nacional do Democratas e pre-candidato a governador da Bahia, também usou se perfil no Twitter para se manifestar sobre a Independência do Brasil. Segundo Neto, um Brasil independente “é um Brasil livre do radicalismo, que valoriza a democracia, e não o ódio”. “Hoje a nossa luta é por tolerância, comida na mesa dos brasileiros, emprego, respeito às diferenças e por um país mais justo e menos desigual. Essas são lutas diárias, aquelas que realmente importam e fazem a diferença na vida das pessoas”, escreveu na rede social.

Radar da Bahia

Anúncios
crie seu site

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.